Meu marido é gay, mas somos casados, temos dois filhos e fazemos um ótimo sexo

0
51

Uma mulher revelou como ela é casada com um homem gay e o par tem dois filhos pequenos juntos.

Isso não incomoda Brynn Embley, de 35 anos, e ela e Matthew Neilson, 33, ainda têm ótimo sexo e química.

Na verdade, o casal tem um casamento feliz e mantém seu relacionamento nos trilhos com sessões semanais de feedback sexual.

A mãe de dois filhos se descreve como heterossexual, enquanto seu marido Matthew se identifica como gay ou pansexual, admitindo que se sente “mais atraído por homens do que por mulheres”.

Antes de se casarem em 2017, Matthew namorou homens e mulheres, mas ele nunca fez sexo com ninguém, incluindo Brynn.

E apesar de admitir que não sabia se algum dia gostaria de ser íntimo dela, eles se casaram e se tornaram pais.

Brynn admite que às vezes se sente insegura, mas disse que sente que o relacionamento é mais forte porque não é focado na físico-química.

O par é membro da Igreja de Jesus Cristo e dos Santos dos Últimos Dias – uma fé que não tolera relacionamentos do mesmo sexo – e Matthew admite que uma forte motivação para namorar mulheres era para que ele não tivesse que ser solteiro e celibatário para sempre .

Brynn conheceu Matthew pela primeira vez na igreja no início de 2016 e, com apenas alguns encontros, ele revelou que era gay.

Matthew sabia que se sentia atraído por homens desde a adolescência, mas pertencia à Igreja que não incentiva as relações homossexuais.

Ele namorou mulheres ao longo de seus vinte anos, sendo honesto sobre sua orientação, recebendo respostas mistas, então ele estava nervoso sobre o que Brynn pensaria.

No entanto, para sua surpresa, ela encolheu os ombros.

A mãe de dois filhos, que mora em Ypsilanti, Michigan, disse: “Ele olhou diretamente para mim e disse ‘Brynn, eu sou gay’. Lembro-me porque ele parecia tão sério – ou como se estivesse procurando algum tipo de reação de mim. ”

“Simplesmente não era um grande negócio, ele estava comigo, sua escolha – o que mais importava?”

“Eu já sabia que não tínhamos uma forte atração química como eu tinha experimentado com outros namorados, mas isso realmente não importava para mim.”

“Eu sei que ele me acha atraente, e sei que ele se sente atraído por mim, e sua orientação sexual não negava essas coisas.”

“Fiquei muito feliz por ter um relacionamento em que o ponto de venda era gostar e respeitar uns aos outros como pessoas.”

Eles namoraram por alguns meses antes de ele terminar o relacionamento, em parte porque Matthew tinha fortes sentimentos por um homem.

Ele disse: “Eu não acho que realmente tinha muita largura de banda emocional naquela época porque ainda estava tentando lidar com meus fortes sentimentos por outro cara.”

“Não parecia justo para nenhum de nós manter o relacionamento se eu não tivesse certeza sobre essa atração básica.”

Eles permaneceram amigos, mas até o então namorado de Brynn disse que eles tinham química, e eles começaram a namorar novamente em setembro de 2017.

Matthew, um pesquisador de pós-doutorado em psicologia, disse: “Foi definitivamente um salto de fé porque eu ainda não tinha certeza de como seria o sexo com Brynn, ou qualquer mulher.”

“Mas confiamos que os outros elementos do nosso relacionamento estavam lá e se essa parte fosse mais difícil, poderíamos trabalhar nisso juntos.”

Brynn disse: “Havia um sentimento mútuo de felicidade completa e absoluta – como se ele fosse minha pessoa”.

Matthew acrescentou: “Eu ainda não tinha certeza sobre a força de nossa conexão sexual. Tentei ser o mais aberto que pude que não tinha certeza se iria gostar de sexo com ela ou com qualquer mulher. “

“Mas acho que ambos nos sentimos seguros de que gostamos de abraçar, de dar as mãos e de nos beijar.”

The unconventional pair keep their relationship on track with therapy and weekly sex discussions calendared in for every Thursday, where they offer feedback and tips.

Brynn said: “We enjoyed kissing, and hoped everything else would at least be okay. I think that many more people are gay, bi, pan, or other, than have made that known openly.”

“A lot of my previous relationships revolved around that chemical attraction, not having that be the driving force was refreshing.”

“I think that liking and matching with a person is so much more central to a long-term relationship.”

“And it turns out that the sex thing works great, so it all worked out!”

Matthew added: “I had never had sex before, with a man or a woman.”

“I didn’t even really know myself how strong my orientation to one gender or another might be. While I was more attracted to men, in general, there had been a few women to whom I was really attracted.”

“I had a strong motivation to try really hard to make it work with a woman so that I didn’t have to be lonely and celibate for the rest of my life.”

“Obviously, not a great place for me or most of the women that I was dating.”

“I’ve heard gay men say that they can’t even imagine trying to be sexual with a woman, and I have never felt that way. It is still not the strongest part of our relationship, it is easy for me to wonder about what I might be missing if I were in a relationship with a man.”

“But that being said, we do enjoy having sex and being together in that way, which is a relief!”

O casal foi para Manti, Utah, para finalmente se casar em 27 de dezembro de 2017, e finalmente puderam ser íntimos um com o outro.

Brynn disse: “Por um tempo, eu ficaria estressada se não fizéssemos sexo um certo número de vezes por semana, porque pensei que isso significava que Matthew não estava gostando o suficiente”.

“Esse não é o caso, e tento lembrar que se nós dois nos sentirmos sexualmente satisfeitos, isso é tudo que importa.”

Eles até têm discussões semanais sobre sexo programadas para todas as quintas-feiras.

Brynn disse: “Compartilhamos se precisamos de mais, se houver algo que o outro possa fazer para ajudar a tornar isso uma parte melhor de nosso casamento e assim por diante.”

Embora Brynn seja uma mulher heterossexual, a sexualidade de Matthew não é linear e ele se identifica como gay, pansexual e bissexual.

Ele disse: “Pansexual é provavelmente o mais preciso – mas não parece totalmente certo porque ainda me sinto atraído principalmente por homens”.

O casal incomum está agora com quatro anos de relacionamento, é feliz e monogâmico e tem duas filhas – Guinevere, uma e Amandine, de dois anos.

Brynn disse: “Nossa religião ensina que o casamento é apenas entre um homem e uma mulher, mas também queremos que nossos filhos sejam felizes e seguros em quem são, o que ou quem escolhem e por quem são atraídos.”

“Nosso objetivo é apoiá-los em qualquer aspecto.”

“Também há pessoas que assumem coisas sobre nosso relacionamento que são simplesmente erradas,“ Eu realmente tento não me concentrar no negativo ou deixar comentários negativos me deprimirem – mas eles fazem, e uma forma de combater isso é compartilhando. ”

“Estamos muito felizes neste relacionamento peculiar, único e sublime.”

Fonte: https://nypost.com/2021/11/10/my-husband-is-gay-but-were-married-with-two-kids-and-have-great-sex/

Deixe uma resposta